Artigo científico sobre Fascite Plantar

 

fascite plantar artigo cientifico

Fatores físicos e psicológicos na intensidade da dor em conscritos com fascite plantar

 

Foi feito um estudo na Thailandia com conscritos, aqueles que irão prestar o serviço militar, pelo departamento de Fisioterapia da Universidade Chulalongkorn em Bangkok, em 2018.

Selecionaram 270 conscritos, sem dor muscuesquelética e eles responderam a um questionário de Depressão, Ansiedade e Stress.

 

fisio suzi evangelista fisioterapia praticar atividade física dor

Concluíram que:

Depois de 10 semanas de treinamento militar, 71 pessoas desenvolveram fascite plantar. A conclusão que chegaram é que alto grau de ansiedade e baixa movimentação da perna e pé levam a dor.

 

 

Leia também Massagem “esportiva” auxilia na recuperação muscular? Veja o Artigo Científico!

 

 

Trazendo esse artigo para nossa vida

Podemos ver que ansiedade e falta de atividade física (quem é sedentário tem pior qualidade dos movimentos do corpo) levam a dor.

Então todos nós devemos fazer atividade física para trabalhar tanto a movimentação do nosso corpo, quanto a nossa mente, para termos saúde.

Escolha uma atividade que você goste, pode ser dança, musculação, yoga, luta, hidroginástica, pilates…. e faça!!!

Se você tiver algum problema de saúde como cardíaco ou dor, fale com o seu médico antes, para que você faça tudo com segurança, tá.

fisio suzi evangelista fisioterapia praticar atividade física dor

Citação

Harutaichun P, Pensri P, Boonyong S. Physical and psychological predictors on pain intensity in conscripts with plantar fasciitis. Braz J Phys Ther. 2020 May-Jun;24(3):249-255. doi: 10.1016/j.bjpt.2019.02.014. Epub 2019 Mar 11. PMID: 30876701; PMCID: PMC7253913.

 

baixe o artigo científico

Baixe o artigo inteiro gratuitamente em pdf:

PDF:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7253913/pdf/main.pdf

 

Pubmed: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/30876701/#:~:text=Results%3A%20Using%20a%20forward%20regression,pain%20intensity%20from%20plantar%20fasciitis


0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *