Fisioterapia e terapias para a fibromialgia. Revisão sistemática, meta-analise e orientações

Publicado em 2012 na Springer.com, editora mundial localizada na Alemanha e que publica livros, livros de referência acadêmica e periódicos de ciência, tecnologia matemática e medicina.

 

artigo científico sobre fibromialgia fisioterapia e terapias orientações

 

Vou dizer aqui sobre toda a equipe para a produção deste artigo sobre a fibromialgia: A coordenação deste guia foi feita pela Associação Alemã de Terapias Interdisciplinares (“Deutsche Interdisziplinären Vereinigung für Schmerztherapie”, DIVS); 9 sociedades médicas e 2 organizações de cuidados de pacientes, 8 grupos de trabalho totalizando 50 membros para eles terem um balanceamento de gêneros, experiencias e profissões.

As pesquisas foram feitas usando Medline, PsycInfo, Scopus,  e a livraria Cochranne suas informações desde 2010.

As evidências seguiram o esquema do Oxford Center for Evidence-Based Medicine.

 

Agora vamos aos dados do artigo.

 

3 Terapias com fortes recomendações para fibromialgia segundo o artigo:

Treinamento aeróbico – de baixa a moderada intensidade (exemplo: caminhada em ritmo mais rápido, bicicleta ergométrica  e dança), 2 a 3 vezes por semana, 30 minutos em cada vez. Forte recomendação, forte consenso. Encontrado em 285 publicações.

correr para fibromialgia fisioterapia

 

 

Treino de força – baixa intensidade a moderada, durante 60 minutos, 2 x por semana. Forte recomendação, forte consenso. Encontrado em 57 estudos.

treino de força

 

Treinamento funcional (no solo e/ou na água) – 2x por semana, durante 30 minutos. Fortes evidencias (segundo o artigo), forte consenso. Este treinamento foi gerado para estimular os alemães a se movimentarem.

treino funcional

 

 Recomendados:

Banheiras aquecidas (piscina aquecida, hidroterapia) – 5 x por semana durante 2 a 3 semanas. Recomendado, forte consenso. Foram encontrados 142 estudos sobre.

 

Recomendações ‘abertas’:

alongamento

Alongamento – 2 a 3 x por semana, durante 60 minutos. Recomendação aberta, forte consenso. A

 

literatura encontrou 85 estudos sobre , mas a recomendação está aberta porque se feito sem auxílio profissional podem ser prejudiciais, então se há um profissional auxiliando cabe a decisão aos dois juntos.

 

Leia sobre 3 Atividades Físicas para manter sua saúde física e mental

 

Forte recomendação negativa

Massagem – Forte recomendação, forte consenso. A literatura encontrou 228 estudos, mas todos com baixas evidências de efetividade e de baixos critérios de qualidade

 

3 Recomedações negativas

Quiropraxia – Negativa recomendação, forte consenso. A literatura encontrou 25 estudos, mas todos de baixa qualidade.

Frio, gelo – Negativa recomendação, forte consenso. A literatura encontrou 36 estudos. A qualidade de evidencias para esta terapia é muito baixa.

TENS – Negativa recomendação, consenso. A literatura encontrou 31 estudos. Não mostrou eficácia evidente nos estudos.

 

Nem recomedado nem negativado

Drenagem linfática – A literatura encontrou 7 estudos, mas não há evidência forte de que é benéfico.

Fisioterapia combinando intervenção ativa e passiva – a intervenção ativa está em alongamento e em treino de força, então não encontraram especificamente em estudos combinando ativo e passivo.

fisioterapeuta fisioterapia

 

Então este artigo é antigo, mas as recomendações para os tratamentos não mudaram tanto. Eu citei aqui somente as terapias que mais comumente utilizamos, há outras no artigo.

 

Baixe o artigo na íntegra: 

https://www.researchgate.net/publication/228114969_Physiotherapy_and_physical_therapies_for_Fibromyalgia_syndrome_Systematic_review_meta-analysis_and_guideline

 


1 comentário

Efeito Neurológico da Massagem na Anorexia, Autismo, Fibromialgia e Dores - Blog | Fisio Suzi Evangelista · 25 de Junho, 2020 às 16:16

[…] eu postei um outro artigo científico sobre as terapias indicadas para a fibromialgia e lá diz que a massagem não é recomendada, pois não encontraram artigos e literatura dizendo […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *